Valências

Infância

A Intervenção da AVCF estende-se a crianças dos 4 meses aos 5/6 anos.

Nas diferentes valências da infância procura-se nos primeiros anos de vida destas crianças, prestar os melhores cuidados sócio-educativos de forma a prepará-los para as suas vidas futuras.

  • Creche dos 4 aos 36 meses com 31 utentes, localizada no Alto do Lumiar (Lisboa)

  • Jardim-de-infância dos 3 aos 5 anos com 22 utentes, localizada no Alto do Lumiar (Lisboa)

  • Creche dos 4 aos 36 meses com 71 utentes, localizada na Urbanização Terraços da Ponte (Sacavém)

Juventude

Não esquecendo os jovens a AVCF, está a trabalhar na tentativa de os desviar de comportamentos marginalizantes, envolvendo-os em actividades variadas, as quais vão de encontro aos seus desejos, necessidades e aspirações.

Idosos

  • Lar interno com capacidade para 30 utentes, localizado no Bairro de Angola, Camarate (Loures).

Com características familiares, mas que procura na sua maior plenitude devolver alguma dignidade aos idosos internados, assim como às suas famílias, respondendo o máximo possível às necessidades físicas, afectivas e emocionais, das quais estes utentes tanto carecem.
Dispõe de dois tipos de estruturas residenciais: uma Estrutura Residencial, não comparticipada pela Segurança Social, com mensalidades aplicadas fixas; uma Estrutura Residencial Social, comparticipada pela Segurança Social, por determinando valor.

  • Apoio Domiciliário, com 30 utentes na zona de Camarate (Loures).

Apercebendo-se do elevado número de idosos que permaneciam nas suas casas com problemas semelhante aos dos idosos que estão integrados em lar; implementou-se um serviço de Apoio Domiciliário, que pretende apoiar o máximo possível de idosos, que por razões físicas, económicas e familiares já não conseguem realizar autonomamente as tarefas mais elementares do seu quotidiano.
Esta resposta social é comparticipada pela Segurança Social, com acordo de 30 e capacidade de 40 utentes. Os cuidados e serviços prestados podem ser prestados aos dias úteis, entre as 8h às 16h30 e aos fins-de-semana (sábado) entre as 10h30 e 12h30.

Famílias

As insuficiências económicas crónicas, em particular das regiões rurais, têm desencadeado prolongados fluxos migratórios, para as principais cidades, nas quais por sua vez proliferam aglomerações de pobreza; e têm-se traduzido em situações de difíceis de sobrevivência e nos reduzidos rendimentos de grande parte da população, abaixo do que são habitualmente considerados os limiares de pobreza.

À pobreza associam-se níveis de escolaridade mais fracos e tardios, saídas precoces do sistema educativo e reprovações; tudo isto resultando numa maior proporção de analfabetos e de pessoas com baixa escolaridade.

São diversos os domínios em que se pode verificar a existência de pobreza.

Emprego e desemprego; a estrutura do mercado de trabalho funciona como factor de agravamento das condições de precariedade e de exclusão, isto de um modo geral.

Os contratos de trabalho de curta duração e as situações provisórias de desenvolveram-se nos últimos anos, tornam mais frequentes as passagens entre períodos de actividade e de inactividade, reduzindo o peso relativo da situação do salário regula e estável.

No sentido de combater estas situações, a Associação tem desenvolvido uma metodologia de trabalho assente na dinamização de parcerias e na participação da população; através da programação e avaliação em equipa multidisciplinar e inter serviços, conceitos que vão definindo a nossa intervenção sistemática, cujo objectivo é a promoção humana e a mudança da situação de pobreza.

A base de trabalho assenta na dinamização, individual, familiar e comunitária, bem como em grupos vulneráveis, relativamente à educação e formação profissional, promoção de postos de trabalho, e adequar cada estratégia a cada situação.

  • Banco Alimentar (120 Famílias)

Famílias carenciadas ao abrigo do Banco Alimentar Contra a Fome, no total de 120 utentes (famílias) em Camarate e Lisboa.

As famílias mais carenciadas, também não foram esquecidas e em parceria com o Banco Alimentar Contra a Fome, a AVCF distribui mensalmente, géneros alimentares a famílias que residem na freguesia de Camarate e Charneca, as quais estão no limiar da pobreza, tentando assim dar resposta a necessidades básicas humanas.

  • Cantina Social (131 Clientes)

Esta medida insere-se na Rede Solidária das Cantinas Sociais e constitui-se como uma resposta de intervenção no âmbito do Programa de Emergência Alimentar, que tem como objetivo suprir as necessidades alimentares dos indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade socioeconómica, através da disponibilização de refeições.
Assegura aos utentes cerca de 131 refeições diárias (almoço e/ou jantar), conforme ementa semanal publicitada até ao fim da semana anterior. Todas as refeições são compostas por: sopa, pão, prato de peixe/carne e sobremesa.